domingo, 12 de abril de 2015

Lombinho de vaca Açoriana com aveludado de beterraba em cama de mizuna!

O meu blog está destacado na Página da Teka Portugal, como um dos 20 melhores blogs de culinária de Portugal.


O próximo desafio era confeccionar um prato com o cabaz surpresa que iríamos receber.

Eu estando nos Açores era impossível enviarem produtos frescos até cá, então o meu cabaz veio via mensagem! Ou seja, disseram o que levava o cabaz, eu arranjei tudinho na praça e bora lá a confeccionar qualquer coisa com os ingredientes!

Estando eles tão frescos e os dias estando já a puxar comida mais leve, não hesitei em fazer uma salada fresca, com um toque primaveril e que tivesse também um pouco dos Açores.

Não encontrando atum fresco na praça, fiz com lombo de vaca. Basicamente, os Açores estão representados neste prato: temos o verde dos prados, o brilho do sol (sim, aqui também temos sol!), temos a vaquinha no meio do prado e temos a beterraba, que é típico cá, somos os únicos que fazemos açúcar de beterraba!

O prato traduz na perfeição o que o meu blog é: a simplicidade da comida, a rapidez e nunca comprometendo o sabor! Mesmo que não passe à final, fico muito feliz por ter ficado no TOP 20 e por ter conseguido meter no prato a essência do Chez Sónia!

Passando à receita:

1 lombinho de vaca (cerca de 1/2 kg para 2 pessoas)
1 molho de mizuna
1 beterraba
1 laranja
4 c. sopa de vinagre balsâmico
2 c. chá de mel
1 iogurte grego natural
1 caldo legumes natura
250 ml água
Coentros q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.

Desfazemos o caldo natura em 250 ml de água a ferver. Reservar e deixar arrefecer.

A beterraba é cortada em pedaços e envolta numa emulsão de 2 c. sopa de vinagre balsâmico, 1 c. chá de mel e cerca de 1 c. sopa de azeite. Vai ao forno cerca de 30 min. a 160ºC (ou até a beterraba estar mais molinha).

A laranja podemos ir cortando, de maneira a que seja só mesmo a polpa, e tentamos aproveitar o sumo que vai escorrendo, pois iremos utilizar mais tarde. Reservar.

Enquanto isso, podemos ir pondo alguns ingredientes no liquidificador: 1 iogurte grego, um molhinho de coentros, o caldo de legumes (que já tem que estar arrefecido), o tal sumo da laranja que arranjámos e quando a beterraba já estiver pronta e ligeiramente mais fria, introduzir também. Liquidificar até ficar um molho bem aveludado. Reservar.

O lombo de vaca é temperado com sal e pimenta e pincelado com uma emulsão igual à beterraba: 2 c. sopa de vinagre balsâmico e 1 c. chá de mel com um fio de azeite. Vai a selar numa frigideira com mais um fio de azeite. Aqui em casa gostamos da carne mal passada, portanto agora depende do gosto de cada um, mas para mal passado, cerca de 2 a 3 minutos em cada lado do lombo será suficiente, sempre em lume alto.
Assim que estiver no ponto desejado, retirar e deixar o lombo descansar em cima de uma tábua. Só quando for para servir é que cortamos, para que não se percam os sucos.

Para empratar, coloquei um molhinho pequeno de mizuna, os gomos da laranja que reservámos, o lombo cortado, reguei com o molho de beterraba e mais coentros picados.

NOTA: Para fazer emulsões rápidas, nada melhor que colocar os ingredientes num frasco pequeno e agitar bem. E está pronto! Podemos fazer a variante da emulsão com molho de soja e mel, (as mesmas quantidades) com o cuidado de não acrescentar o sal no lombinho de vaca, pois o molho de soja é salgado. Fica com uma crosta bem crocante e tão deliciosa...

Adorámos este prato, será para repetir, principalmente o molho de beterraba! Fica diferente! Vai sobrar, portanto toca a aproveitar para uma massa ou um frango grelhado ou assado...

Obrigada à Teka por esta oportunidade única e venha o próximo desafio!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...