sexta-feira, 3 de julho de 2015

My Sandwich Boc'n'Roll!

Para além da sandes, que estava óptima, adorei este conceito!

Foi super fácil de a embrulhar e podemos levar para qualquer lado!!

E se sujar limpa-se tão bem...!! Estou super fã do conceito Roll'Eat!

Para um futuro mais verde!!

Obrigada Pegada Verde!

Mais uma receita na minha WoodFlavors!

A receita do peito de perú é super fácil.

Um naco de peito de perú, com alguns golpes, para que coza bem, temperado com sal, pimenta e paprika.
Coloquei-o numa travessa de ir ao forno, reguei com uma cerveja (ou meia - conforme o tamanho do refractário) e por cima do peito de perú pus meia lata de tomate pelado em pedaços. Finalizei com um fio de azeite e for ao forno a 180ºC.

Cerca de 40 minutos será suficiente. Mas não há em como ver primeiro se está cozinhado antes de servir.
Quando foi para a mesa, polvilhei com cebolinho picado. Servi com esparguete.

Fica tão suculento e cheio de sabor...!

As sobras fiz esta sandes com o pesto de espinafres. O pão é de compra, e torrei bem (mas não queimado!!) para que não ficasse demasiado empapado depois com o pesto.

Embrulhei na minha Boc'n'Roll e estou Ready to Go!! Sujou um bocadinho por dentro por causa do pesto, mas não tem qualquer problema, pois é impermeável e é só lavar ou até mesmo passar com um paninho molhado e já está!! Tão bom para levar para a praia, pic-nics, para os miúdos... Amei!! Adeus folhas de alumínio e papel vegetal e película aderente e papel de cozinha! Olá Futuro Mais Verde!!

Pesto de Espinafres!

Já fiz pesto de muita coisa (acelgas, magericão, agrião...), mas desta vez decidi fazer de espinafres, pois deram-me cerca de 700 gr e eu não me apetecia fazer sopa...

Depois de bem lavados, introduzi (por 3x) no liquidificador, os espinafres, com um fio de azeite, uma mão cheia de nozes, pimenta moída e meia chávena de queijo parmesão ralado na altura.

À medida que o liquidificador vai moendo, vou adicionando um pouco mais de azeite para que fique mais solto e um pouco mais liquido.

Por casa adição de molho de espinafres no liquidificador, (cada adição eu enchi bem o robot de cozinha) repetem-se as medidas.

As medidas do azeite não sei, pois vou vendo conforme vai ficando. Gosto do pesto bem moído e com uma textura mais liquida, mas se querem mais grossinho é só por menos azeite e não passarem tanto no robot de cozinha.

Não coloco sal porque o queijo já tem. E podem variar os frutos secos. Quem gostar também ainda pode adicionar coentros ou salsa ou outra erva aromática a gosto.

No final coloco em frascos herméticos e cubro com mais nozes, queijo parmesão ralado e azeite. Ajuda a conservar. Aguenta bem no frigorífico! Deu dois frascos de 500 ml.

Depois é só soltar a imaginação! Em risoto, em sandes, em pratos de massa...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Tábuas Gradirripas!

Adoro presentes, principalmente se forem Made in Portugal!


Mais uma parceria que este blog abraça. GRADIRRIPAS!


Uma empresa Portuguesa, que trabalha as madeiras à 5 gerações, com uma equipa de profissionais dedicados, experientes, com produtos de excelência pois a madeira é de origem nacional.


Têm os mais diversos produtos ao gosto de cada cliente. Aconselho a darem uma voltinha pelo site, que de certeza vão encontrar algo do vosso agrado!


O meu muito obrigada ao Sr. Raúl pela oferta, estou encantada!


Aqui fica um pouco da História:

domingo, 28 de junho de 2015

Filetes de Peixe Porco com molho de cogumelos e Licor Laranja Café!

Continuando numa de filetes de peixe porco (adoro este peixe pois tem uma carne consistente), hoje descobri mais uma receita para os filetes.

Mas mais uma vez decidi fugir à receita original e fazer a minha versão.

Num tachinho, picar uma cebola (claro que a minha querida Borner esteve presente!) e refogar em azeite. Depois de translúcida, acrescentar dois dentes de alho bem picados e dois tomates, também passados pela Borner, pela mesma lâmina que cortei a cebola (lâmina de cortar palitos finos).

Deixar apurar ligeiramente, colocar cogumelos a gosto frescos ou dos enlatados, acrescentar uma colher de chá de mostarda, um cálice de licor laranja café, um caldo de peixe natura e um copo de água. Mexer e deixar engrossar (não precisa de muito tempo, cerca de 5 a 7 minutos). Rectificar temperos.

Depois numa travessa untada com manteiga (ou um fio de azeite), coloquei uma batata doce sem casca e cortada em fatias, depois pus um bocadinho de molho, e os dois filetes de peixe porco que estavam temperados com sal e pimenta. Por último cobri tudo com o restante molho e umas nozinhas de manteiga.

Vai ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 30 minutos ou até verem que a batata está cozida.
Antes de ir para a mesa terminei com cebolinho.

Uma combinação de sabores, que ao início julgava que não era possível, mas depois ficou um molhinho grosso e super saboroso!! A repetir sem dúvida!!



sexta-feira, 26 de junho de 2015

Sunsets na Varanda do Restaurante Praia Café!

Situado em Vila Franca do Campo, sobranceira à praia Vinha d'Areia, está a melhor varanda de São Miguel.


Lugar privilegiado para ver o pôr do sol, um sítio com muito requinte, discreto e cheio de glamour, onde podemos degustar algumas iguarias, ao som de uma agradável música ambiente e com muitos gin's e cocktails para refrescar.





A convite do Atlântico Vila Eventos, estive presente esta tarde para comprovar que as coisas são mesmo assim: uma tarde muito tranquila, música bem suave, excelentes petiscos e um gin bem refrescante para brindarmos ao sol e a um entardecer sereno! Deu para encher as baterias de energia e fazer um brinde à vida!



Apareçam, passem por lá e comprovem com os vossos próprios olhos... As coisas são mesmo assim: sem filtros nem imagens fictícias! Não precisamos de ir para fora para termos este glamour... O Praia Café tem!!


Para uma pegada mais verde!

Adeus folhas de alumínio! Olá Boc n'Roll!

Um conceito espectacular, reutilizável, que vem revolucionar as nossas sandes!

Vejam o site da Pegada Verde ;)

Para um futuro bem melhor ROLL'EAT!

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Novo Azeite Ecológico!

Já viram algum azeite ecológico?

Pois agora já podem! A Anolmedo acabou de criar um azeite ecológico!

Um azeite extraído a frio, exclusivamente por meios mecânicos, das melhores azeitonas seleccionadas de Andaluzia.

Vejam o site AQUI

Eu vou experimentar. E vocês? Desafio a fazerem o mesmo! Tenho a certeza que não vão ficar desiludidos!!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Uma sandes com sabores de Verão!

Adoro estas sandes!

E se for para aproveitamentos de comida ainda melhor!!

Tinha sobrado três nacos de atum fresco que tinha braseado com sementes de sésamo e um molho de vinagrete de laranja.

Assim sendo, peguei num bolo lêvedo, torrei, coloquei rúcula, abacate cortado em tiras, borrifei uma vez com o sal líquido que comprei na Com Certeza Gourmet, o naco de atum desfeito ligeiramente, tomate cherry e azeitonas. E por fim reguei com um pouco do molho de vinagrete de laranja. Divinal... Não podia pedir melhor... Se tivesse uma bebida fresca e uma varanda com um por do sol, teria sido o fim de dia perfeito!!


Comprei também um queijinho fresco artesanal, em folha de conteira.

Servido na minha WoodFlavors ainda ficou mais apetecível!!

Rápido, Fresco & Simples!

terça-feira, 23 de junho de 2015

À Gomes de Sá Regional!

Vi esta receita AQUI e claro que dei logo a minha assinatura.

Porquê este nome? Porque é uma espécie de bacalhau à Gomes Sá mas não leva bacalhau e tem produtos regionais!

Este prato foi feito com pescado dos Açores: o típico peixe porco!
E as batatas, foi uma mistura da batata normal com a batata doce!

Cozer uma batata grande normal e uma batata doce grande, ambas com casca. Depois de cozida, descascar e reservar cortadas às rodelas.

Com a minha querida ajudanta Borner, cortei uma cebola em rodelas bem finas e refoguei num tacho com bastante azeite.


Depois, pus num prato de barro, uma camada de batatas, depois a cebolada, depois os filetes de peixe, temperados com sal e pimenta, piquei um alho, reguei com um copo de vinho branco, pus mais uma camada de batatas, polvilhei com sal e pimenta e mais um fio de azeite. Foi ao forno cerca de 15 a 20 minutos a 180ºC.

Enquanto isso, coze-se dois ovos, cerca de 6 minutos (após fervura) e após esse tempo, mergulhá-los em água fria cerca de 5 minutos. Irá parar a cozedura, vai facilitar descascar e não ficam com aquela "auréola" escura que por vezes vemos nos ovos...


Terminei com coentros, porque não tinha salsa... Nem azeitona preta!!

Adorei a combinação da batata doce nesta comida e o molho fica excelentemente bom!!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Mais uma receita bem emarmitada!

Ora aqui está mais uma receita rápida, tipo "confort food" que facilmente podemos emarmitar na nossa SmartBento da SmartLunch!

Os hambúrguers sou eu que os faço, e estes foram feitos da maneira mais simples que existe:
Carne moída, panko, queijo da ilha ralado e pimenta. Mais nada... Não ponho sal porque o queijo já é salgado.

Envolver bem, não é amassar, é envolver com um garfo para não pisar muito a carne.
Depois retiramos bocadinhos, formamos bolas e achatamos. Estes ainda passei as laterais pelo cebolinho.

Grelhei numa chapa bem quente. Não dá para ver, mas o interior ficou suculento, mal passado como manda a lei e super macios! O sabor do cebolinho deu-lhes um sabor espectacular!

A massa foi cozida e levou um bocadinho do molho das bochechas que sobrou de ontem e foi a gratinar com um restinho de mozarella que andava perdido no frigorífico.

Acompanhei com uma salada de rúcula, tomate cherry, coentros, sal líquido, pevides, azeitonas e pimenta moída.


Ready To Go!

Bochechas de Porco estufadas à La Chef Álvaro Lopes pelas mãos de Chez Sonia!

Bom, sinceramente, como nós não nascemos ensinados, e eu sendo uma pessoa bem humilde, não tenho problema em perguntar a quem sabe, como fazer algo que nunca mexi: os seja, bochechas de porco!

E como sabia que o Chef Álvaro Lopes já as tinha feito e estavam divinais, decidi perguntar qual o segredo!

Gentilmente ensinou-me como as fazia e, já se sabe, um bom cozinheiro deixa sempre a sua assinatura num prato, neste caso, esta receita que aqui deixo é já com um "arzinho" meu!

Temperar as bochechas com sal, pimenta, alho, louro, vinho branco e pimenta da terra. Deixar a marinar, no mínimo, 30 minutos para tomar gosto.
De seguida, num tacho, adicionar um fio de azeite, e corar as bochechas, e adicionar ao mesmo tempo um pedaço de chouriço inteiro. Cuidado com os salpicos! Virar a carne para que core de ambos os lados, retirar tudo e reservar.
Entretanto, já temos os sabores no tacho, do chouriço e da carne.
Adicionamos então cebola picada e um pouco de banha. Deixamos refogar para soltar os sabores que lá estavam.
Juntamos polpa de tomate e tomate em pedaços, a marinada onde a carne esteve, um copo de vinho tinto e uma pitada de cominhos. Adicionei também um copo de leite, para que fique tudo macio.
Coloquei uma cenoura em quadradinhos, os bochechas e o chouriço que estavam reservados. Tapar e deixar cozinhar, no mínimo 30 minutos (deixei cerca de 45 minutos).
Se houver necessidade de adicionar liquido, adicionem leite.
Rectificar temperos.
Depois de bem cozida, retirar a carne, o chouriço e a folha de louro. Triturar tudo muito bem. Se entenderem, passem num passador de rede (ou chinês) para que o molho fique bem aveludado.
Adiconar então por último a carne novamente assim como o chouriço que já deve ir cortadinho.
Finalizar com coentros (ou salsa).
Servi com pão de alho torrado e um fio de azeite, para ser comido assim mesmo à guloso. Mas podem servir com puré de batata doce ou batata normal.

O molho fica uma tentação! Deve sobrar, por isso no dia seguinte é excelente para lhe juntarem um frango e guisarem! Servir com massa.

Nesta receita a minha Borner foi uma ajudante espectacular!! Muito útil! Cortei a cebola, cortei o tomate, cortei a cenoura...! Maravilha! Tudo para facilitar o meu trabalho!! Ficou tudo muito mais rápido!!



Obrigada Chef!

domingo, 21 de junho de 2015

Clafoutis de Cereja! Vivó Verão!

Um clássico! Quando há cerejas, tem que haver um clafoutis!

E numa onda de partilha de receitas no Instagram, vi-me "forçada" a entrar também! Há bons vícios!! Gosto disto!

Parece que começou com o Célio Cruz, do Blog Sweet Gula, depois foi a Paulinha do Sugar Bites, passou pela Mafalda (que não tem página, mas faz receitas de babar) e claro, por fim, eu!!

Consigo pegar esta boa virose a alguém??

É tão simples...

Descaroçar 400 gr de cerejas e abertas ao meio. Reservar.
Forrar uma forma de fundo amovível com papel vegetal ou untar com manteiga.
Bater 4 ovos com 150 gr de açúcar até ficar um creme esbranquiçado. Enquanto está a bater, adicionar extracto de baunilha caseiro (cerca de 2 colheres de chá) e uma pitada de sal.
(Caso não haja extracto de baunilha caseiro, pode ser o de compra ou então ferve-se o leite com o interior de uma vagem de baunilha. Neste caso deixar depois arrefecer o leite.)
Adicionar aos poucos 100 gr de farinha enquanto continua a bater.
Por último juntar 400 ml de leite à massa enquanto continua a bater.
(Atenção se ferveram o leite com a vagem de baunilha, deixem que o leite arrefeça, senão cozem os ovos!)
Colocar na forma as cerejas abertas e verter cuidadosamente o preparado.
Vai ao forno pré-aquecido durante cerca de 40 minutos a 180ºC.

Fica baixo, com aquele aspecto de pudim, de queijada... Uma perdição!!


Viva o Verão! Viva a fruta fresca! Viva as Cerejas!

sábado, 20 de junho de 2015

Pão recheado de coisas boas!

No seguimento de um vídeo que vi no Facebook, não resisti em colocar mãos à obra!

Cortar o pão em quadrados de maneira a que não se despegue da parte de baixo.

Depois nas ranhuras, introduzir queijo mozarella, queijo da ilha ralado, cebolinho (spring onions) e por último regar com manteiga derretida e sumo de lima. No outro pão fiz igual mas troquei o cebolinho por coentros.
É uma receita versátil, pois podemos rechear com o que quisermos!!

Vai ao forno em papel de alumínio 15 minutos e depois destapar e novamente ao forno mais 5 minutos para gratinar.

Uma perdição...!! Uma gulodice... Vejam o vídeo que vão entender do que falo...

sexta-feira, 19 de junho de 2015

O Caldo de Peixe à Moda do Pico foi até ao Brasil!


Cercado pelo mar, o arquipélago de Açores tem uma gastronomia rica em peixes e frutos do mar. O Caldo de Peixe faz...
Posted by TAP Brasil on Quinta-feira, 18 de Junho de 2015

Lascas de Bacalhau com Sabores da Terra!

O Chez Sónia é isto: Simplicidade e com imenso sabor!!

O Chez Sónia é isto: Lascas de Bacalhau com Sabores da Terra...

Explicando a receita:
Escalfar o bacalhau em leite, temperado com sal e pimenta. Aproveitei para introduzir duas batatas com casca e mais tarde os feijões verdes em rolo. Usei a minha tampa-flor (marca branca) que deu um jeito enorme para este tipo de coisa. O leite fervia e nada vinha fora! Fogão limpinho!!

O bacalhau é o primeiro a tirar, bastam 10 a 15 minutos a ferver no leite, depois logo a seguir saem os feijões, pois só queremos lhes dar uma fervura, para que eles mantenham o crocante e as batatas só saem quando estiverem cozidas, cerca de 20 minutos deve ser suficiente, mas vão vendo se já está.

O bacalhau é desfiado em lascas e reservado. O feijão verde é cortado em bocados e reservado e a batata é esmagada, com casca e tudo e reservado.

Depois, numa frigideira, salteamos cogumelos com um fio de azeite e um dente de alho, depois na mesma frigideira, introduzimos o feijão verde e salteamos também e por último introduzimos a esmagada de batata. Deito um pouco do leite para que ligue tudo muito bem, rectificar temperos e está pronto a servir.

O leite que sobrou é reservado numa caixinha no frigorífico e servirá para fazer risotto.

Servi num aro e pois pus as lascas do bacalhau por cima. Reguei com um fio de azeite.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Ideias frescas! E saudáveis...!

Adoro gelados! E se forem caseiros ainda melhor! Pois podemos personalizar conforme nos apetece! E se conseguirmos tornar a receita mais saudável ainda melhor.

Este gelado é super fácil!

Numa taça, coloquei uma embalagem de queijo creme à temperatura ambiente e bati com dois iogurtes naturais (se forem gregos fica menos saudável mas mais espesso). Adicionei 2 colheres de sopa de xarope de ácer, morangos a gosto picados, mirtilos e um extra: amendoim sobremesa, que recebi da minha visita à Pérola da Ilha!

Envolvi tudo muito bem, alguns mirtilos rebentaram ao mexer, mas não tem qualquer problema, ainda bem, pois ajuda no sabor!

Ao encher as formas, coloquei umas fatias de morangos de maneira a que elas colassem de lado. E antes de as encher por completo, pus uma colherinha de café de nutella e então depois enchi com o resto do preparado.

Deu para 7 gelados nas forminhas e ainda pus num recipiente de plástico, para ficar tipo terrina.

A combinação de sabores é algo fantástico, e a questão de encontrarmos de vez em quando uns crocantes pelo meio do gelado é espectacular e depois mais para o fim, somos surpreendidos, novamente, com o aveludado da nutella!!

Com a WoodFlavors claro!!

Atrevem-se...?



domingo, 14 de junho de 2015

Um Jantar e uma total satisfação!

Aproveitando a estadia da querida Cristina, a Blogger continental das Bimbyces da Cristina, lembrei-me de a levar até à Marina de Ponta Delgada, pois sabia que iríamos ficar bem atendidos e bem servidos.

Fomos até ao 100Espinhas, um restaurante do Chef João Rieff, de excelência, com um atendimento espectacular e a comida nunca desilude! Situado na Marina, com uma esplanada sublime e um pôr do sol maravilhoso que veio mesmo a calhar para completar a cena.

Tivemos as entradas normais que as trocamos pelos queijinhos açorianos, claro!


Os pratos principais, para eles, teriam que ser algo que fosse regional. Então porque não o nosso tão famoso bife de atum? E o Boca Negra grelhado? Assim foi! O bife estava no ponto e segundo o César, foi dos melhores bifes que já comeu até então. O boca negra estava fresquíssimo como se quer!



Para nós, decidimos algo menos tradicional, mas novo na ementa. Tivemos o privilégio de provar duas receitas novas na ementa e não me arrependo de nenhum bocadinho!
Pedimos Lombo de Porco com maçã caramelizada e bacalhau na telha. O bacalhau não estava nada salgado nem muito menos seco. Cinco estrelas! O lombinho estava no ponto, embrulhado em bacon, cortado e montado de uma forma que parecia uma botinha! A maçã ajuda a cortar o sabor e gordura do prato e não via realmente outro casamento perfeito!! A repetir e aconselho vivamente!!




Tudo isto acompanhado por uma sangria branca super deliciosa!! Soube mesmo bem!! Mesmo a calhar!



Para sobremesa, não podíamos perder o petit gâteau de chocolate com maracujá e gelado de baunilha!! Divino!!


E assim fechámos com chave de ouro o nosso jantar! Foi uma serão super agradável! Com vontade de repetir!!

sábado, 13 de junho de 2015

Uma visita com uma boa companhia! - Parte III

Continuando nas visitas de interesse e conteúdo regional como se viu no post anterior, aproveitei a questão de estar bem acompanhada e passar no maior Museu/Mercearia de produtos regionais e não só... O Louvre Micaelense!

Um conceito fantástico, com imensa propriedade, personalidade, carisma, nota-se amor em toda a Loja... Nem tenho palavras para descrever... Só passando por lá para sentir tudo isto e muito mais! Saímos de lá de boca aberta e com o coração cheio!


Visitámos outros pontos de interesse como a Loja Com Certeza Gourmet, o Mercado da Graça, o Rei dos Queijos e deixei indicação de que não podia falhar outros pontos com excelentes produtos regionais.
Aguardamos as fotos reportagens da Bimbyces da Cristina ;)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...