terça-feira, 29 de outubro de 2013

Diversas Compotas

Nestes tempos em que a temperatura começa a baixar, começo a pensar em compotas. Chegam as Abóboras, as Maçãs, os Figos... Delicioso! E já servem para os presentes de Natal ;-) É tão bom todo o aroma que invade a casa!!

Sendo assim, surgiram várias compotas.

Compota de Pêra & Canela

Esta compota foi feita especialmente para ser consumida com queijo da Ilha. Temos aqui excelentes queijos, com sabor forte, mesmo bons para este doce.

Vi a receita aqui e não hesitei em fazer.

Para 1kg de pêra, 500 gr de açúcar, 2 paus de canela, raspa de meio limão e 200 ml de água.

Cortar a fruta bem pequena e juntar todos os ingredientes num tacho.
Levar ao lume, deixar cozer até atingir o ponto estrada*. Não passei com a varinha porque queria sentir os pedaços da pêra. Retirar os paus de canela (houve um frasco que voltei a colocar lá um pau de canela) e colocar em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Figo & Amêndoa Torrada

Vi esta receita neste blog, levava Vinho do Porto. Eu fiz as minhas alterações.

Para cerca de 500 gr de figos maduros, 300 gr de açúcar, sumo de uma laranja, 1 casca de laranja, sumo de uma lima (ou limão), 2 paus de canela e 1 cálice de Vinho Madeira.

Cortar os figos em quartos e deitar tudo num tacho. Deixar macerar por 15 min. Levar ao lume, deixar ferver e baixar para o mínimo. Deixar cozer cerca de 20 min.
Retirar os paus de canela e passar com a varinha mágica. Deixar apurar até atingir o ponto estrada*.
Entretanto, numa frigideira pequena, colocar amêndoa picada e deixar torrar um bocadinho, até ficar ligeiramente castanho, cerca de 5 min. Cuidado para não deixar queimar. Deitar a amêndoa no tacho da compota já pronta. Envolver bem e deitar em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Tomate & Maçã

Esta compota fui buscar a ideia ao Blog da Joana Roque. É a minha compota preferida!

Para 800 gr de tomate pelado e escorrido, 400 gr de maçã com casca e sem caroço, 900 gr de açúcar e 2 paus de canela.

Para pelar o tomate basta colocá-los cerca de 30 segundos em água a ferver e passar rapidamente por água fria para não cozerem. A pele sai lindamente! Pô-los numa peneira durante 30/40 min e ir espremendo levemente para perderem a maior parte da água que têm. Partir a maçã em bocadinhos. Colocar num tacho todos os ingredientes, levantar fervura, baixar o lume e deixar cozinhar.
Quando estiver tudo cozido (cerca de 30 min.) tirar os paus de canela e passar com a varinha mágica e deixar cozinhar até atingir o ponto estrada*.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.



Compota de Abóbora, Maçã & Cardamomo

Para 100 gr de fruta (abóbora + maçã), 70 gr de açúcar.
A maçã é metade do peso da abóbora.

Ou seja, para exemplificar (eu não fiz com estas medidas, fiz mais mas não apontei...) são 66,6 gr de abóbora e 33,3 gr de maçã, isto se quisermos ser bastante exactos. Espero ter sido clara... Podemos sempre fugir um bocadinho, claro, pois não é fácil arranjar estas medidas exactas.
Cortar a maçã e a abóbora em bocadinhos pequenos e colocar na panela com 2 paus de canela, o açúcar e 2 vagens de cardamomo abertas e esmagadas. Deixar cozer em lume brando.
Retirar os paus de canela, passar com a varinha mágica e deixar cozer até atingir o ponto estrada*.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Pêros Bravos Esmolfe & Canela

Para 1Kg de maçãs, 800 gr de açúcar, 150 ml de água, sumo de 1 limão, 1 pau de canela e uma colher de chá de canela em pó.


Partir as maçãs em bocadinhos pequenos, (ser rápida nesta operação pois estas maçãs oxidam muito rapidamente) e regar logo com o sumo de limão. Colocar o resto dos ingredientes e deixar levantar fervura. Baixar o lume e deixar cozer em lume brando, cerca de 1h (para esta quantidade de maçãs). Tirar o pau de canela, passar com a varinha mágica e deixar até atingir o ponto estrada*.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.

Compota de Araçal, Laranja & Canela

300 gr de araçal, 200 gr de açúcar, 2 paus de canela e raspa de uma laranja

Num tacho colocar o araçal, com casca mas sem o "fundo", o açúcar, os paus de canela e a raspa de laranja. Foi ao lume brando durante 30 minutos. Tirar os paus de canela e passar com a varinha e depois por uma peneira para tirar as graínhas. Vai ao lume novamente para atingir o ponto estrada*.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Ananás & Côco Torrado

Com a inspiração da cozinha da Duxa, saiu esta compota.

Para 800 gr de ananás arranjado, são 350 gr de açúcar, casca de meio limão e côco a gosto, torrado numa frigideira anti-aderente por 5 minutos.

Colocar tudo num tacho, excepto o côco e deixar cozer por 30 min. Triturar e depois deitar o côco. Deixar chegar ao ponto estrada*.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Tamarilho & Cardamomo

Para 600 gr de tamarilho cortado, com pele e sementes, cerca de 600 gr de açúcar e 2 vagens de cardamomo.

Deitar o tamarilho e o açúcar num tacho, deixar cozinhar por 30 min. e passar com a varinha. Deixar atingir o ponto estrada*. O cardamomo é colocado em grão num almofariz e desfeito. Deitar o pó de cardamomo na compota e deixar cozinhar por mais 5 min.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.


Compota de Tangerina, Nozes & Canela

Mais um doce de inspiração da Joana Roque.

1 kg de tangerinas cortadas finamente, com casca, a macerar em 2 litros de água, de um dia para o outro (ou pelo menos 8h), 1k e 600 gr de açúcar, sumo de meio limão, nozes torradas numa frigideira anti-aderente por 5 min e 2 paus de canela.

Num tacho, vai tudo ao lume e vai a ferver. Deixar cozer em lume brando até as cascas ficarem moles (no meu caso esteve 1h). Juntei então depois o açúcar e o sumo de limão. Mexer e deixar ferver. Deve demorar cerca de mais 1h para ganhar consistência. Juntar as nozes torradas a gosto. Os paus de canela podem retirar-se ou deixar para ornamentar os frascos.
Deitar o doce em frascos esterilizados* e ainda quentes (mas nunca até acima do gargalo) e pasteurizar*. Se não quiser dar-se ao trabalho de pasteurizar, basta fechar bem e virar de cabeça para baixo para criar vácuo natural e só se viram quando arrefecer por completo.





*Ponto Estrada:
É o ponto em que quando colocamos um pedaço de compota num prato e passamos com o dedo ou colher, abre uma estrada que não fecha.

*Esterilização:
Numa panela grande colocar água e quando levantar fervura mergulham-se e ficam deitados os frascos e tampas (estas devem ser de metal, nunca de plástico) que foram previamente lavados. A água deve tapar totalmente os frascos. Deixa-se ferver por 15 min. Deixar escorrer ligeiramente (evapora-se muito rápido o excesso de água que existe dentro do frasco) e enche-se com a compota.

*Pasteurização:
Numa panela grande, colocar os frascos e cobrir com água 2/3 dos mesmos. Há quem ponha um pano no fundo da panela e os frascos por cima. Deixar levantar fervura e ferver por 15 min. Deixam-se arrefecer dentro da panela.


14 comentários:

  1. Excelentes sugestões! Há aqui algumas que hei-de experimentar!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! E experimenta sim, ficou tudo muito bom e simples :) Depois se quiseres partilha a experiência :)
      Beijinho grande!

      Eliminar
  2. Gostei de todas mas, a que gostei mais foi a Compota de Figo & Amêndoa Torrada.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Susy, obrigada! :) Ficou tão boa a de figo... Diferente!
      Beijinho!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigada Luisa ;) Experimenta e conta o resultado!
      Beijocas!

      Eliminar
  4. Todas deliciosas e são perfeitas como presente!
    Passatempo no blog: http://sweetmykitchen.blogspot.pt/2013/10/passatempo-lacticinios-paiva.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marisa :)
      Nada melhor que podermos fazer os nossos presente de Natal! Alguém este ano vai sorrir com estas compotas ;)
      Beijinho grande!

      Eliminar
  5. Adoro compotas, sejam lá elas do que for! :)
    Ficaram uns frasquinhos bem bonitos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Eu também sou fã de compotas! Tanto a comer como a fazer! Dá gosto! :)
      Beijinho grande!

      Eliminar
  6. Simplesmente.... adorei!

    Muitos parabéns pelas sugestões.
    Beijocas

    http://www.pratocaseiro.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo querido comentário :)
      Beijinho grande!

      Eliminar
  7. Que bonita variedade de compotas aí tens!!! E são uma óptima prenda :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cuca!
      Obrigada :) Ficaram tão boas... É difícil escolher! eheh!
      Beijinho grande!

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo simpático comentário!
Até Breve! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...