domingo, 16 de agosto de 2015

Receitas do Workshop "Cozinha para Todos"!

Mais um grande Workshop realizado nos dias 14 e 15 de Agosto, na Loja Com Certeza Gourmet em forma de parceria com a AcoresPRO.


O Workshop consistia em arranjarmos receitas rápidas para pôr em prática no dia-a-dia, sem comprometer o sabor e o mais saudável e equilibrado possível.

No último workshop que tive na Com Certeza Gourmet, todos os convidados foram recebidos com um copo de vinho patrocinado pela Quinta da Sequeira, mas desta vez quis fazer diferente. Houve à mesma o patrocínio, mas decidi que iríamos todos juntos fazer o nosso próprio drink, para verem como é fácil impressionar.

Começámos então com uma sangria.
Mas esta tem um segredo. Fica a macerar da noite para o dia, ou do dia para a noite. Ou seja, se formos fazer para o almoço, ela fica a macerar quando nos formos deitar. Se quisermos para o jantar, fazemos de manhã.

Nada mais simples:
Num jarro de 1,5L colocar uma laranja e uma lima cortada em fatias, 100 ml de rum, três colheres de sopa de xarope de ácer (em falta deste colocar açúcar) e uma garrafa de vinho tinto (escolham um bom tinto, por favor...), um pau de canela e hortelã a gosto. Calcar bem a fruta para que largue o sumo, misturar tudo e deixar a macerar (descansar) no frigorífico.
Na altura de servir, colocar 2 garrafas de água das pedras bem frescas e misturar tudo muito bem.
Nos copos onde vamos servir colocamos mirtilos, morangos e uvas a gosto (tudo fruta congelada, pois assim servem de pedras de gelo e não deitam água na bebida). Enchemos com a sangria e colocamos gelo se assim entendermos. Decorar com hortelã.



Fizemos também o aperitivo perfeito para acompanhamento da sangria: Bolinhas de Alheira!

Tinha visto esta receita no 24Kitchen e quis pôr em prática mas com modificações da minha parte, claro!

Desfazer uma alheira de caça (de Lamego, da Loja Com Certeza Gourmet) e colocar numa taça.
Cortar uma maçã verde (Granny Smith) na Borner (mandolina) como se fosse para picar cebola, para ficar em quadradinhos muito pequeninos. Em falta da mandolina podem sempre ralar num ralador de buracos grandes. Envolver com um garfo, adicionar salsa ou coentros a gosto, fazer bolinhas pequenas do tamanho de uma noz (se conseguirmos seria o ideal) e envolver em panko (em falta deste optar por pão ralado).

Vai ao forno pré-aquecido num tabuleiro forrado a papel vegetal, cerca de 10 a 12 minutos a 200 ºC para alourarem e ficarem crocantes.

Come-se assim ou então com um molho de iogurte.
Fizemos molho a dobrar para que sobrasse para a receita seguinte.
Coloca-se dois iogurtes Yoçor naturais sem açúcar numa taça, uma pitada de sal e pimenta, duas colheres de sopa de azeite, uma colher de sopa de vinagre balsâmico e decidi adicionar duas colheres de sopa de chutney de tomate seco (da Terrius, da Loja Com Certeza Gourmet). Mexer com uma vara de arames e decorar com manjericão.








Demos seguimento ao nosso workshop com uns hamburguers de atum.
Fiz com atum em lata, mas é a receita perfeita para pormos o peixe que entendermos: bifes de atum que sobraram, salmão, alguns tipos de peixe mais rijos que sobraram por exemplo do dia anterior cozido, encaixam aqui na perfeição.

Abri uma lata grande de atum (quando escorrido tinha 250 gr) e coloca-se numa taça. Adiciona-se pimenta, cebolinho picado, 2 ovos, 150 a 175 gr de aveia (depende do tamanho dos ovos, do tipo de aveia... tem que ter uma boa consistência para se formar hamburguers, mas não queremos a mistura demasiada seca) e uma cebola picada na mandolina Borner, pedacinhos bem pequenos. Envolvemos bem a mistura e formamos bolas que achatamos e ajeitamos dos lados com os dedos até formar o aspecto dos hamburguers. Não os deixem demasiado baixos. Coloca-se num tabuleiro forrado de papel vegetal e vai ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 10 a 12 minutos. Não os deixem secar demais.

Sugeriu-se o congelamento. Nunca experimentei. Mas desafio a fazerem. Cuidado ao congelarem, coloquem um pedacinho de papel vegetal entre cada um deles para depois retirarem só o que querem. Há quem faça hamburguers de carne e congele. Portanto dou a sugestão que em vez de colocarem depois no forno, que os façam numa frigideira bem quente, daquelas de cerâmica que não pegam ou então com um fio de azeite e coloquem o hambúrguer sem o descongelar. É capaz de resultar e ser uma boa solução para um jantar super rápido.

Acompanha com o molho de iogurte.

Fizemos pão pita no forno.
Abrir a embalagem, retirar o pão, pincelar com azeite e colocar ervas de provence ou outra especiaria a gosto. Vai ao forno cerca de 5 a 7 minutos a 200ºC na parte de cima do forno. Fica crocante!

Podem comer assim, cortado em quartos, ou então, abrem e colocam lá dentro o hambúrguer, com uma salada e o molho de iogurte.







Para prato de carne tivemos umas espetadas de frango! Tão simples...
Dois peitos de frango cortados em cubos, temperados com sal e pimenta e alourados na frigideira de cerâmica ou num grelhador que não pegue. Caso não tenham a certeza é sempre preferível juntar um fio de azeite. Reservar.
Cortar pêra abacate, tomate, nectarinas em cubos e começar a montar as espetadas.
Intercalar a carne com a fruta. E bom apetite!!







Podemos comer assim ou então também podemos abrir o pão pita e colocar lá dentro com o molho de iogurte.

Fez-se uma salada para acompanhar tudo isto. Uma salada de quinoa.

Num tacho colocar uma chávena de água e deixar ferver.
Introduzir meia chávena de quinoa lavada, adicionar o sal e mexer. Tapar e deixar que a água evapore. Deve demorar cerca de 15 minutos mas vão controlando. Tal e qual como o arroz.
Assim que deixar de ter água, adicionar um fio de azeite, mexer e voltar a tapar mais cerca de 10 minutos.
Deixar arrefecer.

Numa saladeira colocamos rúcula (ou alface ou agrião ou espinafres...), nectarina (ou outra fruta a gosto - laranja, pêssego, ananás...), pêra abacate, coentros ou salsa, um fio de azeite, sal, pimenta, azeitonas, sementes de abóbora e/ou sésamo, tomate e queijo feta desfeito com a ponta dos dedos. Envolvemos tudo delicadamente e está pronto!


Finalizamos com uma sobremesa bem fresca!
Abrir uma meloa de Santa Maria ao meio, retirar o interior, partir aos bocadinhos, colocar numa taça, adicionar dois iogurtes e envolver bem. Voltar a encher as meloas, polvilhar com bolacha Mulata da Moaçor picada com a faca, nozes pecãs picadas e uma pitada de canela. Ainda decoramos com fruta congelada que tinha sobrado da sangria. Decorar com hortelã. Podemos colocar em frascos e levar para o trabalho ou pic-nic ou para comer no dia seguinte ao pequeno almoço ou lanche.




E assim foi... um workshop cheio de receitas simples e muito práticas que podem pôr em prática no dia a dia. Agora vamos provar!!





Os meus workshops são assim, como mostram as fotos: simples, descontraídos, cheios de boa disposição, gente divertida e cheia de vontade de aprender... Não podia ter pedido melhor! Foram dois grupos fantásticos, aprendi bastante com eles e espero que eles tenham aprendido comigo.
O meu MUITO OBRIGADA A TODOS sem excepção!






Fotos gentilmente cedidas pelos participantes e pelo Filipe da AcoresPRO.
Todo o material que aqui vêem é do DeBorla.
As ervas aromáticas são da Gamy nas minhas bolsas HerbPack.



Mais fotos:
Um workshop com ideias fáceis, novas e que abrange desde os experts na cozinha até aos que não pescam nada! Receitas que todos podem pôr em prática no seu dia-a-dia.
Posted by Chez Sonia on Sábado, 15 de agosto de 2015
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...